São Vicente de Paulo

Patrono dos Religiosos de São Vicente de Paulo

St Vincent de Paul

Nosso Fundador e nossos primeiros Irmãos foram marcados, profundamente, pelo gigante da caridade, São Vicente de Paulo.

As circunstâncias de nossa origem nos colocaram, naturalmente, sob a proteção de São Vicente, perfeito exemplo de vida interior e de vida ativa.

São Vicente foi o modelo que nosso Fundador se esforçou por imitar e o mestre que o inspirou em suas obras da caridade.

Foi colocar-se sob a sua proteção que o Sr. Le Prevost convidou a Conferência de Caridade, fundada por Ozanam. Também sugeriu acrescentar à oração do Veni Sancte Spiritus, a invocação: Sancte Vincentii Paulo, ora pro nobis (São Vicente de Paulo, rogai por nós).

Jean-Léon Le Prevost organizou a impressão e publicação da vida de São Vicente de Paulo, escrita pelo Pe. Abelly, para oferecer um modelo e uma regra aos membros da Conferência de Caridade.

Como presidente da Conferência São Sulpício, esforçou-se para inculcar “o verdadeiro espírito de São Vicente, espírito de piedade, de simplicidade, de caridade e de união fraterna”.

 

São Vicente e os nossos primeiros Irmãos

Foi ao pé do relicário do grande Santo, que nosso Fundador quis dar nascimento à sua Congregação. Movido por sua devoção a São Vicente, durante anos, a cada manhã, nosso Fundador ia lá participar da Santa Missa.
Vitrail fondation 3 mars 1845

Foi sobretudo aos seus filhos que ele quis inculcar a devoção a São Vicente e conduzi-los à imitação das suas virtudes.

Eis alguns trechos das cartas de Le Prevost:

“Alegro-me, cada vez mais, que Deus nos tenha dado São Vicente como patrono. A sua vida é, de certa forma, como o Santo Evangelho: mais se lê, mais se encontra a luz e a santidade.

“Invoquemos este Santo protetor de nossa pequena família, para que todos, a seu exemplo, sejamos servos de Deus, humildes, dedicados, pacientes e caridosos”.

“Somos os servos dos pobres e os filhos de São Vicente de Paulo: por causa desses dois títulos, a Congregação deve aspirar a ser pequena e ignorada”.

Nos sermões do Padre Le Prevost

St Vincent de Paul“… Meus irmãos, o nosso amor filial nos reúne para honrar nosso patrono, São Vicente. Nosso primeiro objetivo deve ser a glória de Deus, que o fez grande e santo e que manifestou nele sua potência, sua sabedoria e seu amor. Após este primeiro olhar compreenderemos porque Deus deu São Vicente como patrono, pai, e modelo à nossa Pequena Família.”

“… Trabalhemos ardentemente na obra de nossa santificação, com os olhos fixos em Jesus, nosso modelo e exemplo, e em São Vicente, seu fiel imitador. Estejamos atentos a três pontos, como esteve São Vicente e todos outros Santos: a correspondência fiel à graça, a mortificação generosa e constante, por último o espírito de oração, o amor à oração e à Santa Eucaristia.”

No fim de sua vida, Le Prevost dirige a seus filhos esta suprema recomendação:

“Apoiando-me nas últimas forças que me restam, rezo a Deus para que Ele conserve nossa pequena Comunidade no espírito de São Vicente de Paulo, num grande espírito de humildade, de simplicidade e de caridade. Não posso mais nada, mas todos os dias ofereço os meus sofrimentos nesta intenção”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest