Irmão Clément Myionnet

Clément Myionnet

Clément Myionnet nasceu na França, na cidade de Angers, no dia 7 de setembro de 1812, numa família católica. Seus familiares estavam marcados pelo carácter anticristão da Revolução francesa.

Impulsionado pela ideia de se doar a Deus, ele descobriu o serviço desinteressado aos pobres, na Conferência São Vicente de Paulo, que ele próprio ajudou a fundar em sua cidade natal no ano de 1838.

Clément Myionnet era acompanhado espiritualmente por Dom Angebault, bispo diocesano de Anger. A ele manifestou seu desejo de fundar uma comunidade dedicada a cuidar das obras dos jovens operários, cuja importância apostólica ele tinha descoberto.

Foi em Paris que ele pode realizar seu desejo, foi na congregação que JeanLéon Le Prevost intentava fundar: os Irmãos de São Vicente de Paulo. Ele se tornou o primeiro Irmão do Instituto nascente. Teve, em pouco tempo, a companhia do jovem Maurice Maignen.

O primeiro Irmão 

Chaverot 1869

Durante mais de um ano, o primeiro Irmão foi o único membro da Comunidade. Isto manifesta a sua personalidade: homem de Deus, fiel e forte nas provações, profundamente obediente. Seu único temor era o de não amar suficientemente a Deus, a Quem se deu sem reservas, de não renunciar a si mesmo totalmente por Ele. Como primeira pedra do alicerce, muito perto de Deus, a nova família foi muito bem fundada.

O Irmão Myionnet era convicto da necessidade da meditação diária, alma da vida religiosa, para os apóstolos, seus novos Irmãos. Ele obteve, pela intercessão de Nossa Senhora da Salette, favores extraordinários, como a cura inesperada de três órfãos. Sendo ele generoso no sacrifício, desejava uma vida religiosa autêntica para ele e para os membros do novo Instituto, por isso reagia contra ativismo: “os nossos exercícios religiosos devem ser praticados antes de tudo”. Ele rezava para que a Congregação, dedicada aos pobres e aos trabalhadores, nunca fosse rica e que, sendo pobre, servisse a Deus com fervor. Caso em contrário, que ela morresse.

Um apóstolo marcado pela bondade

Fr. Myionnet en 1874

Sem fazer barulho, ele foi, durante 30 anos, o apóstolo dos aprendizes do primeiro Patronato da Congregação, dos órfãos e dos pobres. Ao mesmo tempo ajudava no governo da Congregação. Pai dos órfãos, formador de trabalhadores honestos, competentes, conscienciosos e bons pais de família, o Ir. Myionnet ganhou todos os corações por sua simplicidade e sua bondade. Seu desejo era conduzir todos a Deus.

Com o Ir. Maurice Maignen, foi testemunha do espírito do Fundador e com fervor manteve o carisma apostólico da Congregação. Morreu no dia 3 de dezembro de 1886.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest