Em comunidade fraterna

Devemos tender a colocar sempre em

comum nossos trabalhos, nossos senti­mentos, nossa vida, a fim de que o laço

da verdadeira caridade não se perde entre nos.

O religioso procura a plenitude da caridade no seio de uma comunidade, verdadeira família reunida em nome do Senhor.  Esta vida em comum lembra a primitiva lgreja, em que todos tinham um só coração e uma só alma.

Na família religiosa do Padre Le Prevost, acharemos esta comunidade de vida, de oração e de apostolado, esta simplicidade e esta alegria comunicativa que unem os espíritos e os corações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest